Mel

O mel, um alimento muito saboroso e amplamente utilizado na cozinha para o preparo de pratos doces e até molhos e bebidas devido à sua versatilidade, também é um combatente a favor da saúde, graças aos benefícios que ele traz para a nossa saúde, uma vez que ele fortalece a imunidade do nosso organismo, além de auxiliar a nossa capacidade digestiva e ser capaz de trazer um alívio à prisão de ventre.

Fonte de glucose, frutose e sacarose, o mel também apresenta outras características que o tornam um bom agente que combate algumas doenças, isso devido ao fato dele ser um excelente anti-séptico, antioxidante e anti-reumático, além de ser muito digestivo, diurético, e um expectorante e calmante natural!

Além de apresentar todas essas características importantes para a nossa saúde, o mel é, também, o único alimento naturalmente doce que apresenta em sua composição vitaminas e sais minerais – como o magnésio, o cálcio, o potássio e o fósforo – substâncias que são fundamentais para a boa saúde.

No entanto, o consumo de mel não é aconselhado para crianças pequenas – com idades entre 1 e 3 anos – devido à possibilidade do intestino dos pequenos, por ainda ser imaturo, não ter ainda a capacidade de impedir a entrada de pequenos micro-organismos, naturalmente presentes no mel, que podem contaminar as crianças.


Apesar de ser um alimento natural e saudável, o consumo exagerado de mel pode levar a um aumento de peso. Isso se deve ao fato do mel apresentar quase a mesma quantidade de calorias do açúcar branco. Uma colher de sopa de açúcar tem, em média, a quantidade de 60 calorias, enquanto uma colher de sopa de mel possui cerca de 55 calorias.

Em outras palavras, o mel não deve ser consumido excessivamente, caso contrário ele engorda. O alimento também deve ter seu consumo evitado por pessoas diabéticas. Dê preferência ao consumo de mel, ao invés do consumo de açúcar refinado, pois o mel possui inúmeras propriedades que são saudáveis para o corpo, enquanto o açúcar refinado é pobre em nutrientes e rico em calorias.

DICAS DE CONSUMO DO MEL

O mel é um substituto saudável do açúcar refinado, podendo ser utilizado no preparo de diversos bolos, tortas, biscoitos e pães, dentre outros doces. Seu consumo também é interessante com pães, leite, granolas, diversas frutas, iogurtes, sucos e até mesmo na receita de pratos salgados, como carnes.

É importante que o aquecimento em excesso do mel seja evitado, caso contrário, esse processo pode reduzir os níveis de acidez e d umidade do alimento, levando à perda de algumas enzimas presentes no mel, fazendo com que o alimento perca suas propriedades benéficas para a saúde. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o mel deve ser aquecido até, no máximo, 70 graus.

Benefícios do mel

Mel cristalizado: Por ser rico em açúcar, o mel pode cristalizar, se for armazenado em temperaturas abaixo da média da colmeia, algo entre 34 e 35 graus. Para que o alimento volte ao seu estado líquido natural sem perder as suas importantes propriedades nutricionais, a orientação é a de que se coloque a quantidade a ser utilizada de mel em um pote em banho-maria, a 45 graus, durante cinco minutos. Deixe a água esfriar naturalmente com o pote dentro.

Cuidados quanto à origem do mel: Saber a procedência do mel é importante na hora da compra, pois a qualidade do produto é essencial para os efeitos positivos que ele traz para a saúde, além de evitar possíveis riscos oriundos de uma procedência ruim. Procure sempre optar pelo mel que tem as informações do fabricante e o selo do Serviço de Inspeção Federal (S.I.F) na embalagem, pois o S.I.F  é o responsável pela normatização e autorização da produção e comercialização de todos os alimentos de origem animal no Brasil.

Os Tipos de Mel

Cada tipo de mel apresenta características únicas, variando o sabor, a cor e até mesmo o aroma, de acordo com as floradas que cada tipo de abelha utiliza para produzir o alimento. Os tipos de mel mais consumidos no Brasil são:

Mel Silvestre: É o tipo de mel mai popularmente conhecido e consumido no nosso país. Proveniente de diversas espécies de flores, o mel silvestre melhora a pele e auxilia o funcionamento das vias respiratórias, além de possuir propriedades calmantes e ser um bom antioxidante natural.

Mel de Flor de Laranjeira: O sabor e o aroma suaves do mel de flor de laranjeira são inconfundíveis. Esse tipo de mel ajuda a regular o funcionamento do intestino, e também possui efeitos calmantes.

Mel de Cipó-uva: O mel de cipó-uva também é um bom antioxidante, trabalhando especialmente no fígado, ajudando inclusive a diminuir os efeitos do consumo de álcool.

Mel de Assa-peixe: De sabor e aroma agradáveis, o mel de assa-peixe é um ótimo expectorante e calmante naturais.

Mel de Flor de Eucalipto: Dentre os tipos de mel populares no Brasil, o Mel de flor de eucalipto é, talvez, o que apresenta o sabor mais forte e a coloração mais escura. Ele é um excelente auxiliador no tratamento das diversas infecções intestinais, doenças respiratórias e vias urinárias.

Os Benefícios do Mel para a Saúde

Benefícios do mel para a saúde

Benefícios do Mel para a Prevenção do Câncer

Sim, o mel auxilia na prevenção do câncer! Por ser uma fonte natural de antioxidantes – capazes de reduzir o metabolismo das células cancerígenas do corpo – o mel ajuda a reduzir as probabilidades de uma eventual ocorrência de câncer.

Os antioxidantes presentes no mel protegem as células dos radicais livres. A combinação de mel e canela, segundo estudos científicos, por exemplo, ajuda na prevenção do câncer.

Benefícios do Mel para Problemas Cardíacos

Por ser uma ótima fonte de flavonoides e antioxidantes, o mel auxilia na redução da taxa de oxidação do colesterol ruim, o LDL. Os antioxidantes presentes no mel auxiliam na redução da formação de placas de gordura nas artérias.

Benefícios do Mel para a Pele

O mel também traz alguns benefícios para a nossa pele. Ao fazermos uso do alimento na pele ela se torna mais macia, mais uniforme e sem manchas ao longo do tempo, pois o me previne o ressecamento da pele. Ele também auxilia na recuperação das peles que sofreram cortes e queimaduras, quando aplicado nas feridas, graças ao peróxido de hidrogênio presente em sua composição.

Para que os benefícios do mel para a pele funcionem, é necessário que o mel cristalizado seja passado na pele duas vezes por semana, massageando bem e deixando-o na pele por pelo menos 10 minutos, lavando com água morna em seguida.

Benefícios do Mel para a Perda de Peso e Emagrecimento

O mel é um excelente substituto do açúcar branco, uma vez que, além de ser um ingrediente natural, possui menos calorias e um sabor mais doce. Os aminoácidos e minerais presentes no mel auxiliam o metabolismo e ajudam a reduzir as chances de ganho de peso.

O índice glicêmico do mel é alto, e a glicose é absorvida pelo corpo de maneira mais lenta. A união de mel e limão adicionada à água morna acelera o metabolismo – fator que ajuda o organismo a queimar as gorduras.

Benefícios do Mel para a Saúde Geral

Os benefícios que o mel traz para a saúde envolvem especialmente uma melhora significativa na resistência do nosso organismo contra as gripes e os resfriados, isso devido ao fato do mel combater os micróbios, além de ser um anti-séptico natural. Portanto, o consumo de mel é indicado especialmente para combater problemas de saúde como:

Bronquite, asma e dor de garganta – devido às características antibióticas e anti-sépticas​ do mel

Prisão de ventre – pois o mel é um colaborador para o movimento do intestino

Má-digestão e úlceras gástricas – as enzimas presentes no mel facilitam o processo da digestão

Benefícios do Mel para a Energia do Corpo

Fonte de energia instantânea devido à alta quantidade de teor de glicose, o mel não somente ajuda os minerais a se manterem no nosso organismo como também faz com que o nosso organismo absorva a glicose do mel de maneira mais rápida, fazendo dele um alimento indicado para atletas e quaisquer pessoas que precisem de um pouco mais de energia.

Benefícios do Mel para a Imunidade

Por ser uma boa fonte de diversos minerais e antioxidantes, o mel possui a capacidade de diminuir a permeabilidade capilar e a fragilidade, por aumentar os níveis de antioxidantes, além de melhorar o processo digestivo.

Benefícios do Mel no Combate à Tosse e Infecção de Garganta

As propriedades anti-microbianas do mel fazem com que o consumo dele previna as inflamações infecções de garganta. A mistura de mel, limão e água combate a dor de garganta, uma vez que o mel auxilia na inibição da desgranulação dos mastócitos, levando à redução das diversas reações alérgicas que podem surgir.

Combinações Saudáveis com Mel

Há combinações de mel e outros ingredientes que intensificam o poder do mel, trazendo benefícios para a nossa saúde. Conheça algumas delas:

Mel com própolis: A combinação de mel e própolis alivia os sintomas de gripe, faringite, amigdalite e resfriado. O própolis é amplamente utilizado pelas pessoas devido às suas contribuições como antibacteriano, antifúngico e antiviral. Ele também estimula o sistema imunitário, além de ajudar na cicatrização e regeneração de tecidos.

Mel com canela: A união de mel e canela beneficia o processo digestivo, combatendo a má-digestão, que pode ocorrer após uma refeição muito gordurosa. Assim, após uma refeição exagerada, a preparação de chá com uma colher (chá) de mel e canela é uma boa opção para ajudar a digestão.

Mel com limão: Mel com limão ajuda a prevenir o aparecimento de doenças como gripe e resfriado, pois o limão é uma excelente fonte de vitamina C – uma aliada que ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

Mel com leite: Um copo (200 ml) de leite morno com uma colher (sopa) de mel auxilia a qualidade do sono, pois o leite morno confere uma sensação reconfortante, ajudando o corpo a relaxar. Já o mel, além de ser uma excelente fonte de triptofano, é também fonte de carboidrato simples, que facilitam a absorção do triptofano, ajudando a melhorar a qualidade do sono.

Apesar dos benefícios do mel para o cabelo não serem comprovados cientificamente, algumas pessoas fazem uso do alimento, passando o mel diretamente no cabelo, na busca por brilho e hidratação.

Quantidade Diária de Mel Recomendada

A quantidade diária de mel pode variar entre uma colher de chá (algo em torno de 10 gramas), a uma colher de sopa (aproximadamente 25 gramas). É importante, entretanto, que o mel deva fazer parte de uma dieta saudável e equilibrada.

Contraindicações do Consumo de Mel

O consumo de mel é contra-indicado em algumas situações especiais, como:

Crianças menores de 3 anos de idade: Pelo sistema digestivo de crianças menores de 3 anos ainda não estar completamente desenvolvido e maduro, ele não é capaz de se defender dos corpos estranhos de maneira eficiente.

Há a possibilidade de crianças menores de 3 anos apresentarem intoxicações graves devido à comum presença de uma bactéria encontrada no mel chamada Clostridium botulinum, responsável pelo botulismo. O botulismo traz problemas sérios para a saúde, como visão dupla e embaçada, tonturas, fotofobia, constipação, boca seca, comprometimento dos músculos respiratórios e comprometimento do sistema nervoso.

Diabéticos: As pessoas que possuem diabetes devem evitar o consumo de mel, devido ao fato deste possuir muito açúcar simples, responsável pela elevação rápida de glicemia no sangue. O açúcar encontrado no mel é um dos tipos de carboidrato que os indivíduos que sofrem de diabetes devem evitar.

Alérgicos: Indivíduos sensíveis que apresentam tendência a contrair alergias podem desenvolver reações alérgicas com o consumo de mel, manifestando mal estar gástrico e até mesmo dor de estômago, devido aos grãos de pólen amplamente presentes no mel.

MEL_CUPCAKE

Com exceção dessas contraindicações à ingestão do mel em casos específicos, graças ao seu potencial terapêutico, o mel é um alimento rico que deve estar nas prateleiras dos alimentos, e não no armário dos medicamentos, podendo ser consumido com frequência, desde que não exageradamente.

Pelo mel ser um alimento rico em açúcar e, portanto, muito calórico, o seu consumo em excesso pode levar ao aumento de peso. Além disso, o consumo de grandes quantidades de mel, assim como o açúcar, podem elevar os níveis de glicose no sangue de maneira rápida, levando a um aumento dos níveis de insulina no sangue, fator que a longo prazo pode favorecer o desenvolvimento do diabetes tipo 2.

Benefícios do Mel para a Saúde
5 (100%) 2 votos

Comente