Fadiga

O que é Fadiga?

Quase todos ficam cansados e sobrecarregados de tempos em tempos. Tais casos de fadiga temporária geralmente têm uma causa identificável e um remédio provável. O cansaço implacável, por outro lado, dura mais, é mais profundo e não é aliviado pelo repouso. É um estado de fadiga quase constante que se desenvolve ao longo do tempo e reduz sua energia, motivação e concentração. A fadiga neste nível também afeta seu bem-estar emocional e psicológico.

A fadiga pode ser descrita como a falta de energia e motivação (física e mental). Isto é diferente da sonolência, um termo que descreve a necessidade de dormir. Muitas vezes um indivíduo que se queixa de cansaço deve consultar um profissional de saúde para distinguir entre fadiga e sonolência, embora ambos possam ocorrer ao mesmo tempo. Além da sonolência, outros sintomas podem ser confundidos com a fadiga, incluindo falta de ar com atividades e fraqueza muscular. Mais uma vez, todos esses sintomas podem ocorrer ao mesmo tempo. Além disso, a fadiga pode ser uma resposta normal à atividade física e mental. Na maioria dos indivíduos normais, a fadiga é algo rapidamente aliviado (geralmente em horas a cerca de um dia, dependendo da intensidade da atividade) reduzindo a atividade.

A fadiga é uma queixa muito comum e é importante lembrar que é um sintoma e não uma doença. Muitas doenças podem resultar na queixa de fadiga e podem ser físicas, psicológicas ou uma combinação dos dois.

Muitas vezes, o sintoma da fadiga tem um início gradual e a pessoa pode não estar ciente de quanto energia perdeu até tentar comparar sua capacidade de completar tarefas de um período para outro. Eles podem presumir que sua fadiga se deve ao envelhecimento e ignorar o sintoma. Isso pode levar a uma demora na busca de cuidados.

Embora seja verdade que a depressão e outras questões psiquiátricas podem ser motivo de fadiga, é razoável garantir que não existe uma doença física subjacente que seja a causa raiz.

causas da fadiga

Quais são as Principais Causas da Fadiga?

Na maior parte dos casos, a fadiga pode ser atribuída a um ou mais hábitos ou rotinas, particularmente a falta de exercício. Também é comumente relacionada à depressão. Na ocasião, a fadiga é um sintoma de outras condições subjacentes que requerem tratamento médico.

Determinados fatores do estilo de vida podem influenciar em tal condição. Fazer um inventário honesto de coisas que podem ser responsáveis ​​por sua fadiga é muitas vezes o primeiro passo em direção ao alívio. A fadiga pode estar relacionada ao uso excessivo de álcool e outras drogas, excesso de atividades físicas, estresse, falta de atividades físicas, falta de sono de qualidade, determinados medicamentos, como medicamentos contra a tosse ou anti-histamínicos, além de hábitos alimentares pouco ou nada saudáveis.

 Algumas condições também podem ser causas da fadiga. O problema pode ser um sinal de uma condição ou efeito das drogas ou terapias usadas para tratá-las, como insuficiência hepática aguda, anemia, ansiedade, câncer, síndrome da fadiga crônica, infecção crônica ou inflamação, doença renal crônica, concussão, depressão, diabetes, enfisema, fibromialgia, doenças cardíacas, hipertiroidismo, hipotiroidismo, doença inflamatória do intestino, medicamentos e tratamentos como quimioterapia, radioterapia, medicamentos para o coração, para a dor e antidepressivos, esclerose múltipla, obesidade, dor persistente, apneia do sono, estresse e traumatismo craniano.
 sintomas da fadiga

Quais são os Sintomas da Fadiga?

A fadiga é um sintoma de uma doença subjacente e é descrita de muitas maneiras, desde sensação de fraqueza a estar constantemente cansado ou sem energia. Pode haver outros sintomas associados, dependendo da causa subjacente.

Indivíduos com doença cardíaca, doença pulmonar ou anemia podem se queixar de falta de ar associada ou cansar facilmente com atividades mínimas. Pessoas com diabetes podem se queixar de poliúria (micção excessiva), polidípsia (excesso de sede) ou mudança de visão. Aqueles que têm hipotireoidismo também podem ter sintomas de frio, pele seca e cabelos quebradiços.

É importante que o profissional de saúde considere a queixa de fadiga no contexto de todo o paciente para tentar chegar a um diagnóstico precocemente preciso.

Qual é o Tratamento para a Fadiga?

Como a fadiga é um sintoma de uma condição subjacente, o tratamento depende da condição que está causando a fadiga, independentemente de ser física, psicológica ou uma combinação dos dois.

Pode haver um tempo de atraso entre a doença e a intensidade dos sintomas de fadiga. Alguns sintomas podem se resolver logo que a condição subjacente seja tratada. Por exemplo, os indivíduos que são anêmicos sentem-se muito bem assim que a contagem de glóbulos vermelhos aumenta, enquanto aqueles que se recuperam de mononucleose infecciosa podem exigir semanas para que seus níveis de energia retornem ao normal.

Tipos de Fadiga

Fadiga Crônica

Se você sofre de fadiga crônica, não precisa aceitar e viver com ela. Existem tratamentos disponíveis que podem ajudar. O tratamento da síndrome de fadiga crônica foca basicamente no alívio dos sintomas por meio de antidepressivos, pílulas para dormir, rotina de sono, evitar cafeína, busca de aconselhamento psicológico, exercícios físicos, redução de estresse, massagens e yoga, dentre outros.

Fadiga por Compaixão

A fadiga por compaixão é comumente vivenciada por médicos, enfermeiros e professores. Esse tipo de fadiga é uma combinação de exaustão emocional, espiritual e física, e geralmente acontece com pessoas que cuidam de pacientes que sofrem de sofrimento físico ou dor emocional grave. Enquanto você está assistindo uma pessoa sofrer, a condição pode tirar tudo de você ao mesmo tempo.

Alguns sintomas da fadiga por compaixão são dificuldades para dormir e pensar, comportamentos prejudicados, perda de esperança, raiva, depressão, falta de auto-estima, desejo de isolamento e mudança nas crenças espirituais.

Há muitas coisas que você pode fazer e tentar não fazer para controlar e combater a fadiga da compaixão, como falar com alguém, comer adequadamente, dormir o suficiente, compreender as causas da sua dor e usufruir de momentos de lazer e descanso. Você jamais deve culpar os outros, reclamar sem necessidade, trabalhar de menos ou demais, medicar-se sem acompanhamento de um profissional e negligenciar as suas próprias necessidades.

Fadiga Muscular

A fadiga muscular é a incapacidade de um músculo gerar a força necessária. A fadiga muscular geralmente ocorre após o exercício vigoroso. A fadiga muscular pode causar dor ou fraqueza nos músculos. Para evitar a fadiga muscular, você deve evitar exageros durante o treino.

fadiga muscular

Fadiga Adrenal

Seu corpo produz uma variedade de hormônios, e cada um é essencial para a vida. Quando seu corpo não está produzindo corretamente um determinado hormônio, você pode sofrer de fadiga adrenal.

Os médicos têm diferentes opiniões sobre se a fadiga adrenal é uma condição verdadeira. Muitos médicos e aqueles que sofrem com esta condição têm certeza de que essa condição existe. Existem vários sintomas de fadiga adrenal. Se você está sofrendo de fadiga adrenal, pode sofrer sintomas como dores no corpo, perda de peso inexplicável, pressão sanguínea baixa, cansaço, perda de cabelo corporal, sensação de tontura, descoloração da pele e dificuldade para dormir.

Existem alguns tratamentos disponíveis para aliviar os incômodos sintomas da fadiga adrenal, incluindo alta ingestão de frutas e vegetais, carne magra, exercícios e evitar fast food e alimentos embutidos.

fadiga adrenal

O que é Fadiga (Muscular, Crônica, Adrenal, etc) e Como Tratar
5 (100%) 1 voto


Comente