Dicas para um Envelhecimento Saudável

envelhecimento-saudável

Por mais natural que seja, o processo de envelhecimento preocupa a todos nós, afinal, quanto mais velhos ficamos, mais os problemas em relação à saúde costumam se intensificar. Os hábitos diários, como a alimentação e a prática de atividades físicas, são passos fundamentais para todo mundo que quer ter um envelhecimento saudável.A preocupação com o envelhecimento é tamanha que é bastante comum que muitas pessoas procurem dicas para um envelhecimento saudável.

A realidade é que a situação de nosso corpo e saúde depende quase que exclusivamente dos nossos cuidados. Claro que há fatores incontroláveis, mas se tomarmos certos cuidados ao longo da vida, com certeza chegaremos à terceira idade com saúde!

A seguir, confira 10 dicas para um envelhecimento saudável:

Tenha Uma Vida Ativa

atividade-física

Praticar exercícios regularmente é uma das chaves para o bem-estar físico e mental. Uma vida ativa faz com que você fique em forma e mantenha a sua independência para ir aonde você quiser, bem como executar suas atividades por conta própria. Além disso, praticar regularmente exercícios físicos previne e até mesmo proporciona o alívio de diversas doenças, como diabetes, doenças cardíacas, artrite e até mesmo depressão, dentre outros problemas de saúde.

Mantenha uma vida fisicamente ativa fazendo uma atividade que você goste. Se você não é daquele tipo de pessoa que gosta de frequentar academias, procure realizar uma caminhada a andar de bicicleta todos os dias, por pelo menos 40 minutos. Atividades aeróbicas são uma excelente maneira de você manter o peso em dia e fortalecer diversos músculos, além de contribuírem para a saúde do coração.

Coma Alimentos Saudáveis

Gemüse

A maioria das pessoas atualmente consome mais do que o dobro da dose diária de sódio recomendada. Isto pode acarretar em diversos problemas, como hipertensão e doença cardiovascular, já que a alta ingestão de sódio se dá devido ao consumo de alimentos embutidos.

Procure consumir alimentos ricos em nutrientes, como verduras, frutas e grãos integrais, bem como evitar o consumo excessivo de doces, alimentos processados e carregados de sódio e conservantes. Tenha sempre em mente que cada um de nós possui necessidades dietéticas diferentes. Busque orientações médicas para que você saiba qual dieta é mais adequada a você.

Mantenha o Cérebro em Funcionamento

cérebro-funcionamento

Em média, um em cada oito adultos com idade acima de 65 anos sofre da doença de Alzheimer, e o declínio cognitivo é comum no envelhecimento. Diversos estudos apontam que um estilo de vida que inclui a estimulação cognitiva por meio da aprendizagem ajuda a retardar o declínio cognitivo.

Nunca deixe de querer aprender e desafiar a sua mente. Pratique aulas de dança, aprenda novas línguas, assista às palestras em universidades, leia livros, aprenda a tocar um instrumento musical. Ative a sua mente!

Cultive seus Relacionamentos

relacionamentos

Cerca de 28% dos adultos mais velhos vivem sozinhos, e viver sozinho é um dos principais fatores de risco para a solidão. Mudanças comuns na vida de um idoso, como a aposentadoria, a perda de um cônjuge, e as próprias questões de saúde, podem levar uma pessoa a se isolar socialmente.

Procure manter a comunicação com seus familiares e amigos, especialmente depois de uma perda significativa ou uma mudança drástica de vida. Agende um horário regular para que você possa se reunir com amigos e familiares, seja durante um café, seja durante uma refeição uma vez por semana. O importante é cultivar os relacionamentos com pessoas que lhe fazem bem.

Durma o Suficiente

dormir-suficiente

Nós, seres humanos, somos capazes de viver mais tempo se alimento do que sem dormir. Idosos necessitam de tantas horas de sono como adultos mais jovens, entre sete e nove horas por noite, mas é comum que muitas pessoas necessitem de menos horas. A falta de sono pode causar irritabilidade, depressão, aumento do risco de quedas e até mesmo problemas de memórias.

Desenvolva um cronograma regular com uma rotina que inclua as horas de sono necessárias para a boa saúde. Mantenha o seu quarto escuro e evite deixar aparelhos ligados que possam causar ruídos, como televisão e computador. Também evite consumir cafeína após o final da tarde.

Reduza o Estresse

reduzir-stress

Conforme envelhecemos, nossos estressores mudam, e isso afeta a nossa capacidade de lidar com o estresse. O estresse a longo prazo pode causar danos às células do cérebro, levando à depressão. O estresse também pode ocasionar perdas de memória, fadiga e diminuição da capacidade do corpo para combater ou se recuperar de infecções. Estima-se que em mais de 90% dos casos de doenças podem ser causados ou complicados devido ao estresse.

Apesar de ser impossível evitarmos totalmente as situações estressantes, podemos aprender a melhorar as técnicas para lidar com esta situação. Procure dormir o suficiente, bem como praticar exercícios regularmente e consumir alimentos nutritivos. Converse com um ente querido sobre o estresse que você está passando, e tente realizar algumas técnicas de relaxamento, como respiração circular, meditação ou yoga. É importante que você se lembre sempre de manter as coisas em perspectiva, aceitando e se adaptando às situações que você não pode controlar.

Pratique a Prevenção

saúde

Muitas doenças, acidentes e condições comuns durante a terceira idade, como doenças crônicas, quedas, fragilidade e depressão podem ser evitadas.

Para se prevenir das doenças, você deve se vacinar anualmente contra a gripe, bem como lavar as mãos após usar o banheiro e antes de manipular os alimentos. Você também pode evitar quedas deixando os ambientes da casa livres de objetos, bem como usar calçados apropriados, ingerir cálcio e vitamina D regularmente, e praticar exercícios físicos regularmente.

Controle e Cuide da sua Saúde

Prevenção

A maior parte de nossa saúde não é controlada pelo sistema de cuidados à saúde, e sim pelas ações que nós tomamos diariamente, bem como o meio ambiente, os nossos genes e os fatores sociais. Além disso, os erros médicos podem acontecer, já que os médicos não são perfeitos. Quanto mais o paciente ter a participação nos seus próprios cuidados para a saúde, mais satisfeito ele ficará com o cuidado que recebe.

Pense de que maneiras você pode contribuir com a sua saúde, melhorando ou mudando o seu estilo de vida. Converse com o seu médico sobre os cuidados primários para realizar um exame físico anualmente, ou sempre que você estiver preocupado com a sua saúde. Leve com você uma lista dos seus atuais medicamentos prescritos e não prescritos, incluindo suplementos. Mantenha uma lista de seus problemas de saúde, e o mais importante, faça pergunta!

Tenha Envolvimento com a Comunidade

envolvimento-comunidade

Adultos mais velhos que se envolvem nas atividades comunitárias significativas se sentem mais saudáveis e menos deprimidos. Procure juntar-se a um comitê de planejamento, participe de serviços voluntários, faça uma viagem com seus amigos. Atividades com outras pessoas podem ser divertidas e desestressantes.

Este artigo foi útil?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos ainda)
Loading...