Ressaca

Minha nossa, com certeza este é um tema polêmico e ao mesmo tempo muito útil para boa parte das pessoas! É claro que muitas vezes já descrevemos aqui todos os malefícios que o consumo constante e desmoderado de álcool pode causar ao nosso organismo, mas não posso me portar como puritano, sabendo que todos nós eventualmente acabamos bebendo alguma bebida alcoólica, seja em uma comemoração com os amigos ou no final de uma semana exaustiva de trabalho.

Este texto está aqui para tratar, não de como curar a ressaca, mas de como evita-la. Por qual motivo nós sofreríamos com tamanha dor de cabeça se podemos simplesmente evitar que ela comece, não é mesmo?

Sabendo de tudo isso, muitos diriam que a primeira dica seria “não beber”, mas como isso nem sempre é possível, citaremos abaixo algumas dicas de como evitar os sintomas da ressaca.

Dicas de Como Evitar os Sintomas da Ressaca


Evite bebidas com congêneres, subprodutos tóxicos da produção de álcool

O etanol é o principal ingrediente ativo nas bebidas alcoólicas. Quando o etanol (simplesmente referido como álcool neste artigo) é produzido por leveduras fermentadoras de açúcar, também são formados produtos secundários chamados congêneres.

Os congêneres são produtos químicos tóxicos, além do próprio etanol, formados em pequenas quantidades quando o álcool é produzido. Congêneres bem conhecidos incluem metanol, isopentanol e acetona.

As bebidas alcoólicas com altas quantidades de congêneres parecem aumentar a frequência e a intensidade da ressaca, em comparação com as bebidas que contêm pequenas quantidades.

sintomas da ressaca

Bebidas de alto em congêneres incluem whisky, cognac e tequila. O whisky Bourbon é excepcionalmente alto em congêneres.

Por outro lado, bebidas incoloras como vodca, gim e rum, contêm baixos níveis de congêneres. Na verdade, a vodca não contém quase nenhum congênere.

Vários estudos compararam os efeitos da vodca (baixo em congêneres) e do whisky (alto em congêneres). Tanto a frequência quanto a intensidade das ressacas foram encontradas maiores após o whisky do que a vodca.

Apoiando isso, dois estudos descobriram que o metanol, um congênere comum, estava fortemente associado aos sintomas da ressaca.

Tome mais uma bebida

Essa parece uma dica de quem realmente gosta de beber, mas não é sobre isso que esta dica se trata. Tomar mais uma bebida alcoólica na manhã seguinte, é um remédio de ressaca famoso. Embora o hábito não tenha provado ser efetivo, há uma ciência interessante por trás disso.

Simplificando, pensa-se que beber mais álcool (etanol) afeta o metabolismo do metanol, um congênere bem conhecido encontrado em vestígios em algumas bebidas.

Após o consumo, o metanol é convertido em formaldeído, uma substância altamente tóxica. Acredita-se que isso seja parcialmente responsável por muitos sintomas de ressaca.

bebidas

No entanto, beber etanol (álcool) na manhã seguinte pode inibir esse processo de conversão, impedindo a formação de formaldeído.

Em vez disso, o metanol pode ser descarregado inofensivamente do corpo com respiração e urina. É por isso que o etanol é frequentemente usado para tratar intoxicação por metanol.

Dito isto, ter outra bebida na parte da manhã é fortemente desencorajado como um remédio de ressaca.

Muitas vezes, ele está associado ao problema de beber e mitigar algumas ressacas não vale o risco de se tornar um alcoólatra.

Beba muita água

Beber água, assim como citado em outros diversos textos, parece ser a cura para a maioria das coisas. O álcool é um diurético, fazendo você fazer xixi mais do que se você estivesse bebendo uma quantidade igual de água pura. Por esta razão, o álcool pode contribuir para a desidratação.

Embora a desidratação não seja considerada a principal causa da ressaca, ela pode contribuir para sintomas como sede, dor de cabeça, fadiga e boca seca.

Felizmente, a desidratação é muito fácil de evitar. Certifique-se de beber bastante água.

Uma boa regra é beber um copo de água (ou outra bebida não alcoólica) entre as bebidas, e ter pelo menos um grande copo de água antes de ir dormir.

Durma o máximo que você puder

O álcool pode interferir com seu sono. Pode prejudicar tanto a qualidade do sono como a duração, ao mesmo tempo em que interrompe todo o seu horário de sono se você permanecer atrasado demais.

Embora uma noite mal dormida não tenha muito a ver com a maioria dos sintomas da ressaca, isso pode contribuir para a fadiga e a irritabilidade, muitas vezes associadas à ressaca.

DORMIR

Dormir completamente depois de beber, pode ajudar seu corpo a se recuperar.

Se você não conseguir dormir e não conseguir trabalhar no dia seguinte, então ficar bêbado pode não ser uma boa ideia.

Tome um café da manhã reforçado

As ressacas são às vezes associadas a baixos níveis de açúcar no sangue, uma condição conhecida como hipoglicemia.

As ressacas também tendem a ser mais severas naqueles que têm baixo nível de açúcar no sangue.

Embora a hipoglicemia não seja uma causa importante de ressaca, isso pode contribuir para alguns dos sintomas, como fraqueza e dor de cabeça.

Além de fornecer as vitaminas e minerais necessários, ter um pequeno-almoço nutritivo ou uma refeição tardia pode ajudar a manter seus níveis de açúcar no sangue.

Procure por algum suplemento alimentar

A inflamação é um mecanismo importante que ajuda o corpo a reparar os danos nos tecidos.

Muitos sintomas da ressaca são pensados ​​para serem causados ​​por inflamação de baixo grau.

Na verdade, alguns anti-inflamatórios têm demonstrado ser bastante eficazes contra a ressaca.

Muitos alimentos à base de plantas e ervas medicinais também podem reduzir a inflamação e ajudar a evitar ressacas.

suplemento-para-engordar

Os suplementos que demonstraram ser efetivos incluem ginseng vermelho, gengibre e pera espinhosa.

A espinhosa é digna de destacar. Este é o fruto de um cacto chamado Opuntia ficus-indica , que se acredita ser nativo do México.

Em um estudo com 55 indivíduos jovens e saudáveis, tomar extrato de pera espinhosa 5 horas antes de beber reduziu o risco de ressaca grave em 62%.

Embora não impeça completamente uma ressaca, isso pode aliviar significativamente o seu sofrimento.

Como Evitar os Sintomas da Ressaca
5 (100%) 2 votos

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES
Cuide da sua saúde.
Receba nossos novos artigos em seu e-mail e fique sempre informado!

Comente