Dormir Muito Faz Mal?

dormir-muito-faz-mal

Muitas vezes ouvimos sobre os perigos reais que corremos quando dormimos pouco, mas na outra extremidade do espectro, dormir demais também pode ter alguns riscos.

O sono é um campo de rápido crescimento de pesquisa, e estamos aprendendo mais o tempo todo sobre como ele afeta o corpo e a mente. É sabido que o sono é o momento em que o corpo repara e se restaura, e ter pouco tempo de descanso pode levar a uma série de problemas de saúde.

Então, dormir bastante faz bem, certo? Nem tanto, segundo alguns pesquisadores.

Evidências têm apontado que gastar uma quantidade excessiva de tempo na cama também está relacionado com riscos para a saúde. Em alguns aspectos, dormir demais em si parece influenciar diretamente determinados fatores de risco, e em outros casos, pode ser um sintoma de outras condições médicas. Mas afinal, dormir muito faz mal?

Você está dormindo demais?

horas-de-sono

Dormir muito faz mal? Primeiro, vamos abordar o que significa dormir demais. O padrão normal do sono tem sido considerado oito horas diárias, e é uma boa referência. Pesquisas recentes com os especialistas da Fundação Nacional do Sono têm ampliado um pouco mais o tema. Dizem que em algum lugar na faixa de sete a nove horas é normal e saudável para a maioria dos adultos entre 18 e 64 anos de idade. Outros dizem que dormir cerca de sete horas poderia ser ainda melhor. Há também pesquisadores que afirmam que dormir sete horas diárias contribui para longevidade e melhor saúde do cérebro. O valor “certo” de sono é um tanto individual, pois enquanto algumas pessoas se sentem bem dormindo sete horas, outras podem precisar de um pouco mais.

No entanto, na maioria dos estudos e para a maioria dos especialistas, mais de nove horas é considerado uma quantidade excessiva ou longa demais de sono para adultos. Se você dormir um pouco, por vezes, nos fins de semana, é normal. Se você dormir regularmente mais de nove horas por noite ou não se sentir bem descansado com menos do que isso, então é melhor você ficar atento. Estima-se que cerca de 2% da população naturalmente dorme bastante (tipicamente desde a infância), mas o sono longo também pode coincidir com questões de saúde e outros fatores tratáveis.

Por que as pessoas dormem demais?

Para as pessoas que sofrem de hipersonia, dormir demais realmente pode ser um transtorno médico. A condição faz com que as pessoas que sofrem de extrema sonolência durante o dia geralmente não consigam descansar cochilando. A condição também faz com que as pessoas durmam por anormalmente longos períodos de tempo durante a noite. Muitas pessoas com experiência de hipersonia descrevem sintomas de ansiedade, baixo consumo de energia e problemas de memória como resultado de suas necessidades quase constante para o sono. Desta forma, afirmar que dormir muito faz mal não é algo tão verdadeiro, mas podemos afirmar que o sono excessivo pode estar relacionado a alguns transtornos

dormir-demais

A apneia obstrutiva do sono, um distúrbio que leva o indivíduo a parar de respirar momentaneamente durante o sono, também pode levar a uma maior necessidade de sono. Isso porque ele perturba o ciclo normal do sono.
Claro, nem todo mundo que dorme demais tem distúrbio do sono. Outras causas possíveis de sono excessivo incluem o uso de certas substâncias, como o álcool e alguns medicamentos sob prescrição. Outras condições médicas, incluindo a depressão , pode levar as pessoas a adormecer. E há também aquela pessoas que simplesmente querem dormir muito.

Problemas médicos relacionados com sono excessivo

Diabetes: estudos têm demonstrado que dormir muito tempo, ou tempo insuficiente, pode aumentar o risco de diabetes.

Obesidade: dormir demais ou muito pouco pode fazer com que você ganhe peso também. Um estudo recente mostrou que as pessoas que dormiam durante 9 ou 10 horas a cada noite eram 21% mais propensas a se tornarem obesas ao longo de um período de seis anos do que pessoas que dormiam entre 7 e 8 horas. Esta associação entre o sono e a obesidade permaneceu a mesma, mesmo quando a ingestão de alimentos e exercícios não mudaram.

Dores de cabeça: para algumas pessoas propensas a dores de cabeça , dormir mais tempo do que o habitual em um fim de semana ou férias pode causar dor de cabeça. Os investigadores acreditam que isso acontece devido porque dormir demais causa efeito sobre certos neurotransmissores no cérebro , incluindo a serotonina. Pessoas que dormem muito durante o dia e perturbam seu sono noturno podem também sofrerem dores de cabeça pela manhã.

sono

Dores nas costas: houve uma época em que os médicos diziam que as pessoas que sofrem de dor nas costas devem permanecer na cama. Mas isto foi há muito tempo. Você pode até não precisar reduzir as atividades físicas por causa dador nas costas. Converse com seu médico. Os médicos agora percebem os benefícios para saúde em manter um certo nível de atividade. E eles recomendam que não se durma mais do que o habitual, sempre que possível.

Depressão: embora a insônia esteja comumente ligada à depressão, cerca de 15% das pessoas que sofrem de depressão também têm muito sono. Isto pode piorar sua depressão. Isso porque os hábitos de sono regulares são importantes para o processo de recuperação.

dormir-muito

A doença cardíaca: uma análise cuidadosa dos dados de um estudo realizado pelo Nurses’ Health Study com aproximadamente 72.000 mulheres demonstrou que aquelas que dormiam de 9 a 11 horas por noite eram 38% mais propensas a ter doenças coronárias do que as mulheres que dormiam oito horas. Os pesquisadores ainda não identificaram a razão para a ligação entre dormir demais e doença do coração.

Morte: diversos estudos descobriram que as pessoas que dormem nove ou mais horas por noite têm taxas de mortalidade significativamente mais elevadas do que as pessoas que dormem sete a oito horas por noite. Nenhuma razão específica para essa correlação foi determinada. Mas os pesquisadores descobriram que a depressão e baixo nível socioeconômico também estão associados com mais sono. Eles especulam que esses fatores podem estar relacionado com o aumento observado na mortalidade em pessoas que dormem muito.
Se a sua média de sono é de 7 ou 8 horas de sono por noite, consulte um médico para um check-up. O médico pode ajudar a determinar o motivo do seu sono excessivo.

hipersonia

Se o seu excesso de sono é causado por álcool ou certos medicamentos de prescrição, reduzir ou eliminar o uso destas substâncias pode ajudar. Nunca pare um medicamento prescrito, no entanto, a menos que você seja instruído pelo seu médico a fazer isso. Da mesma forma, se o seu sono excessivo é causado por uma condição médica subjacente, o tratamento deste distúrbio pode permitir que você recupere os hábitos de sono normal.

Este artigo foi útil?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos ainda)
Loading...
  • Saul Goodman

    Loko. Vou dormir menos.