É mais do que normal uma pessoa em sã consciência dizer que tem medo de aranhas. Qualquer um de nós sairia correndo ou, no mínimo, daria um belo de um grito, mas isso significa que nós temos aracnofobia?


Para entendermos um pouco melhor a situação, a fobia é descrita como um medo esmagador e debilitante de um objeto, lugar, situação, sentimento ou animal. As fobias são muito mais intensas do que medos e tendem a se desenvolver quando uma pessoa tem um senso de perigo exagerado ou irrealista em relação a uma situação ou objeto.



Se um sofredor de fobia não entra em contato com a fonte de seu problema com muita frequência, isso pode não afetar sua vida – embora, em alguns casos, até mesmo pensar na coisa que temem possa causar à pessoa “ansiedade antecipatória”.


Se uma fobia se tornar muito grave, a pessoa que sofre pode organizar sua vida evitando o aspecto que está causando sofrimento.

Quais são os sintomas das fobias?


Sintomas típicos associados a fobias podem incluir:


Tonturas, tremores e aumento da frequência cardíaca
Falta de ar
Náusea
Uma sensação de irrealidade
Medo de morrer
Preocupação com o objeto medo

O que é aracnofobia e quais são os sintomas?


A aracnofobia é descrita como um “medo extremo ou irracional de aranhas”. Ela remonta à década de 1920, quando os médicos inventaram o termo fundindo o grego para a aranha e a fobia.


Alguns pacientes têm um medo tão intenso que podem sofrer ansiedade ou pânico se estiverem perto de teias ou até mesmo ver fotos de aranhas, o que pode causar sintomas como explosões emocionais, dificuldade para respirar, sudorese, palpitações cardíacas e náuseas.


Especialistas acreditam que os humanos provavelmente têm medo natural de aranhas porque o veneno pode ser fatal. Outros pesquisadores afirmaram que a aracnofobia pode ser desencadeada por eventos da vida, como receber uma picada de aranha quando criança.

O que causa a aracnofobia?


Pode haver várias causas diferentes para uma fobia específica sobre aranhas – ou não poderia haver nenhuma causa identificável. Alguns acreditam que pode ser uma técnica de sobrevivência embutida em nosso DNA – temos medo de coisas que podem nos machucar. Outros acreditam que poderia ser um medo cultural transmitido através das gerações.

Você está com medo de aranhas ou você tem aracnofobia?


A aracnofobia é uma fobia específica e é muito mais séria do que uma simples antipatia por aranhas. Faça a si mesmo as seguintes perguntas para ver se você tem um distúrbio de fobia:


Você escaneia uma sala quando entra para ver se uma aranha está em algum lugar para ser encontrada?

Se você encontrar um, observe atentamente enquanto ele se move pela sala ou você tenta se distrair da aranha o máximo possível?

Se você vê uma aranha, você grita e foge ou congela no lugar?

Você limita as atividades que você faz se você acha que há uma chance de que haja aranhas lá (por exemplo, o zoológico, caminhadas, camping, etc.)?

Você é incapaz de matar ou prender uma aranha por conta própria?

Você prefere sair de casa em vez de ficar nela se uma aranha estiver lá?

Se você respondeu “sim” a estas perguntas, então você poderia se beneficiar do tratamento para a aracnofobia.

Existe uma cura para a aracnofobia?


Assim como tratar outras fobias, curar o medo geralmente não é fácil. Terapia comportamental cognitiva pode ser usada para ajudar os pacientes a mudar seus padrões de pensamento improdutivos. Isso lhes permite distinguir que seu medo intenso está em sua imaginação.
Outro tratamento que é tomado por aracnofobia inclui terapia comportamental, aconselhamento e hipnose.

Tratamento para aracnofobia



A terapia comportamental cognitiva (TCC) demonstrou ser extremamente eficaz no tratamento de fobias específicas como a aracnofobia. Aprender a mudar comportamentos e processos de pensamento que impedem que você viva a vida ao máximo é o foco deste estilo de tratamento. Você pode aprender maneiras melhores de lidar com o medo de aranhas e de ser confrontado com uma aranha. Você também pode praticar essas novas habilidades de enfrentamento na segurança do consultório de seu terapeuta através de terapia de exposição, dando pequenos passos como discutir aranhas ou olhando fotos de aranhas antes de começar a lidar com aranhas vivas.

Aracnofobia tem Cura? Conheça o Tratamento para quem tem Medo de Aranhas
5 (100%) 2 votos


Comente