Anorexia: Sintomas, Causas e Tratamentos

causas da anorexia

Como já tratado anteriormente em diversos outros textos sobre emagrecimento, perder peso é uma meta que inúmeras pessoas em todo o mundo procuram alcançar, mas precisamos parar e prestar atenção no detalhe de que existe uma diferença tênue entre perder peso de maneira saudável, agir obsessivamente para a perda de peso, como no caso da bulimia, e sofrer de um distúrbio alimentar psicológico, caso este o da anorexia.

O que as pessoas precisam entender é que, diferentemente das pessoas que simplesmente procuram perder peso, os que sofrem de anorexia apresentam uma percepção distorcida do próprio corpo, o que os leva a buscar constantemente por algo que é, no final das contas uma ilusão. Anorexia: sintomas, causas e tratamentos.

O que é Anorexia?

De uma forma um pouco mais detalhada, podemos dizer que a anorexia nervosa é um distúrbio alimentar psicológico e que, em casos extremos, pode causar risco de vida, por conta de um peso corporal extremamente baixo em relação à estatura e perda de peso extrema e desnecessária, medo ilógico do ganho de peso e percepção distorcida da autoimagem e do corpo. Além disso, mulheres e homens que sofrem de anorexia nervosa exemplificam uma fixação com uma figura delgada e padrões alimentares anormais. A anorexia nervosa é intercambiável com o termo anorexia, que se refere à auto inanição e falta de apetite.

Principais Tipos de Anorexia

Existem dois tipos comuns de anorexia, que são os seguintes:

  • Bulêmico – O indivíduo que sofre deste tipo de transtorno alimentar, irá vomitar quando ele ou ela comer. Isso geralmente é resultado de um sentimento de culpa que um anoréxico experimentaria em relação à alimentação; eles compensam vomitando, abusando de laxantes ou exercitando-se excessivamente.
  • Restrito – Nesta forma, o indivíduo limitará ferozmente a quantidade de alimentos consumidos, caracteristicamente ingerindo uma quantidade mínima que está bem abaixo das necessidades calóricas do seu corpo, efetivamente morrendo de fome por ele próprio.

Embora existam duas classificações de anorexia nervosa, ambos os tipos apresentam sintomas similares, como o medo irracional do ganho de peso e padrões alimentares anormais.

o que é anorexia

Quais são as Causas da Anorexia?

Bom, daí as coisas são um pouco menos simples. A anorexia, por ser um distúrbio de ordem psicológica, acaba se tornando um problema extremamente delicado que pode abranger uma quantidade imensa de fatores para seu surgimento. A anorexia possui muitos sintomas e efeitos, e cientistas chegaram à conclusão de que a anorexia nervosa normalmente se desenvolve como resultado de não apenas um, mas múltiplos fatores, tanto biológicos como ambientais, dependendo de caso para caso, de suas inseguranças, traumas, forma como foram criados, ambiente em que vivem, pressões sociais e inúmeros outros fatores.

Exemplos de fatores ambientais que contribuiriam para a ocorrência deste transtorno alimentar são:

  • Os efeitos da cultura de magreza na mídia, que reforçam constantemente pessoas magras como estereótipos ideais
  • Profissões e carreiras que promovem ser magros e perda de peso, como balé e modelagem
  • Traumas familiares e infantis: abuso sexual infantil, trauma grave

Exemplos de fatores biológicos incluem:

  • Funções do hormônio irregular
  • A genética (o vínculo entre a anorexia e os genes de alguém ainda está sendo pesquisado, mas sabemos que a genética é parte da história).
  • Deficiências nutricionais

anorexia

Sinais e Sintomas de Anorexia

Um indivíduo que sofre de anorexia nervosa pode revelar um ou vários sinais e sintomas, tais como:

  • Dieta crônica apesar de ser perigosamente abaixo do peso
  • Obsessão com calorias e teor de gordura dos alimentos
  • Participar em padrões de alimentação ritualísticos, como cortar alimentos em pequenos pedaços, comer sozinho e / ou esconder alimentos
  • Fixação contínua com alimentos, receitas ou cozinhas; o indivíduo pode cozinhar refeições intrincadas para outros, mas se abstenha de participar
  • Amenorréia: ausência anormal de menstruação ou perda de 3 ciclos menstruais consecutivos
  • Depressão ou estágio letárgico
  • Desenvolvimento de lanugo: cabelo macio e fino que cresce no rosto e no corpo
  • Sensação relatada de sentir frio, particularmente nas extremidades
  • Perda ou desbaste do cabelo
  • Evitar funções sociais, familiares e amigos. Pode tornar-se isolado e retirado

closeup measuring tape with women plastic doll on pink background

Quais as Diferenças entre Fazer uma Dieta e Sofrer de Anorexia?

Embora os padrões de alimentação restritivos que caracterizam a anorexia nervosa sejam semelhantes aos comportamentos de dieta, existem algumas diferenças básicas, porém muito importantes, entre os dois. Os efeitos dos comportamentos extremos resultantes da anorexia nervosa são muito mais devastadores e consequentes do que os de uma simples dieta.

Enquanto alguém pode alimentar uma tentativa de controlar o peso, a anorexia nervosa é muitas vezes uma tentativa de controlar a vida e as emoções, principalmente à luz de eventos traumáticos ou de um ambiente caótico.

Enquanto alguém pode realizar uma dieta em uma tentativa de perder peso como principal objetivo, na anorexia as pessoas podem deixar de se alimentar porque percebem o fato de perderem peso como forma de alcançar a felicidade e o autodomínio, o que infelizmente acaba trazendo um resultado oposto ao esperado, fazendo com que a pessoa fique fraca e com a imunidade baixa, o que invariavelmente acaba trazendo inúmeros problemas de saúde.

o que é bulimia

Tratamento de Anorexia

Dada a complexidade deste transtorno alimentar, é necessária uma equipe de tratamento profissional envolvendo médicos, nutricionistas e terapeutas para a recuperação desse transtorno alimentar. Eficaz, o tratamento da anorexia com transtorno alimentar holístico envolve três componentes necessários:

  • Médico: A maior prioridade no tratamento da anorexia nervosa está abordando quaisquer problemas de saúde graves que possam ter resultado da desnutrição, como um batimento cardíaco instável.
  • Nutricional: Este componente abrange a restauração de peso, implementação e supervisão de um plano de refeições sob medida e educação sobre padrões alimentares normais.
  • Terapia: o objetivo desta parte do tratamento é reconhecer os problemas subjacentes associados ao transtorno alimentar, abordar e curar os eventos da vida traumática, aprender habilidades de enfrentamento mais saudáveis ​​e desenvolver a capacidade de expressar e lidar com as emoções.

Este artigo foi útil?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos ainda)
Loading...