Medidas de Segurança para Sobreviver a um Acidente Aéreo

O jornalista Tim Jepson do jornal britânico The Telegraph investigou as melhores maneiras de sobreviver a uma acidente aéreo, desde a escolha correta do melhor assento ate evitar a inalação de fumaça.

Os aviões sempre caíram e o primeiro acidente fatal ocorreu em 1908, apenas quatro anos depois que os irmãos Wright completaram o primeiro vôo com um equipamento controlado, sustentado e mais pesado que o ar.  E você sabe quem era o piloto do avião envolvido no acidente, no qual um passageiro morreu? O próprio Orville Wright. No entanto, existem acidentes e acidentes e alguns podem ter sobreviventes enquanto outros não, no entanto, o fato é que a grande maioria dos acidentes podem ter diversas vidas salvas.

Ao contrario do mito popular, os meios aéreos não são os mais seguros – as viagens de trem são mais seguras em termos de acidentes por viagem e por horas viajadas (os meios aéreos ganham somente no quesito milhas viajadas). A verdade é a quantidade de pessoas que sobrevivem em acidentes aéreos. Um estudo mostra que um terço das pessoas que morrem em acidentes aéreos poderiam sobreviver se tomassem algumas precauções para salvar suas vidas como:

TER UM PLANO

Significa ouvir, ler e entender realmente as instruções de segurança, saber exatamente onde estão as saídas de emergência e ter em mente que, em caso de uma real emergência você terá poucos minutos antes do impacto para pensar em um plano de sobrevivência.

ESCOLHER OS MELHORES ASSENTOS

Existem opiniões diversas sobre os assentos mais seguros e tudo dependera do tipo de acidente, porem segundo o website da Boeing “um assento é tão seguro quanto o outro”, no entanto, de acordo com dados estatísticos de sobreviventes em vôos, os assentos localizados no fundo do avião seriam os mais seguros.

POSIÇÃO DOS BRAÇOS

Assim como as teorias sobre os assentos mais seguros, existem varias opiniões quanto as posições dos braços durante um acidente aéreo (os quais podem evitar ferir o pescoço ou a coluna). Em todo caso, a posição dos braços evita que o impacto venha a ferir sua cabeça e coluna e tende a fazer três coisas básicas para sua estrutura física: deixar seu torso o mais baixo possível para reduzir  o efeito do impacto; evitar que seu corpo se desloque para frente e bata em outros no interior da aeronave; prevenir lesões nas pernas e tornozelos, o que pode dificultar sua saída da aeronave.

CINTOS DE SEGURANÇA

Um dos mais estranhos resultados de uma pesquisa aponta falhas no comportamento dos passageiros que no momento de desespero não conseguiram desatar o cinto de segurança. A razão disso são os momentos de estresse sofrido por aqueles não familiarizados com o uso do cinto.  O uso dos cintos bem ajustados e apertados são primordiais para a segurança do passageiro, pois para cada centímetro de folga do cinto aumenta consideravelmente o potencial de forças ao qual o corpo será submetido.

INALAÇÃO DE FUMAÇA

O fogo é uma das principais causas de morte em acidentes aéreos, no entanto a fumaça ainda é pior. Mesmo a pouco inalação de fumaça pode resultar na perda de consciência. Em caso de acidente, utilize um lenço úmido ou outro material (o pano que fica no recosto da poltrona por exemplo) para cobrir o nariz e a boca.

MANTER-SE PRÓXIMO AO CHÃO

Em caso de fumaça na aeronave, algumas fontes sugerem manter-se próximo ao chão onde supostamente haverá menos fumaça. Errado. As chances de você ser pisoteado ou sufocado embaixo de bagagens, corpos e correria de outros passageiros serão bem maiores no chão, por isso mantenha a cabeça erguida, boca e nariz cobertos e fique em pé.

MANTENHA AS MÃOS LIVRES

Nos momentos de pânico, as pessoas tem a tendência de tentar carregar alguns de seus pertences. Em caso de acidente deixe tudo no avião e libere ambas as mãos, seja para remover obstáculos ou simplesmente proteger sua boca e nariz durante a fuga.

MOVA-SE RAPIDAMENTE

O período para escapar de um acidente dura não mais que 2 minutos, por isso ouça os anúncios dos comissários, dirija-se a uma saída rapidamente, verifique se é uma saída viável e uma vez fora da aeronave afaste-se o mais longe possível.

Este artigo foi útil?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...