Óleo de Coco Natural: Quais os Benefícios e Como Consumir?

Óleo-de-coco-faz-bem

Considerado um superalimento, o óleo de coco proporciona diversos benefícios à saúde, como, por exemplo, o melhor funcionamento cerebral, a perda de peso e a contribuição para a saúde da pele. A seguir, confira os principais benefícios do óleo de coco para a saúde:

Óleo de Coco Natural: Quais os Benefícios e Como Consumir?

É Fonte de Ácidos Graxos com Poderosas Propriedades Medicinais

Por conter gordura saturada, o óleo de coco natural já foi demonizado em um passado não tão distante. Realmente o alimento é uma rica fonte de gordura saturada. Entretanto, novos estudos têm apontado que as gorduras saturadas são, em sua maior parte, inofensivas. Estudos realizados com milhares de pessoas não identificaram ligações com a doença cardíaca.

E os benefícios do óleo de coco não param por aí! O óleo de coco natural ainda não contém gorduras saturadas médias, como aquelas encontradas em queijos e carnes, e sim triglicerídeos de cadeia média (MCT), ou ácidos gordos de comprimento médio.

Benefícios-Coco

Na nossa dieta, a maioria dos ácidos gordos é constituída por ácidos gordos de cadeia longa. Porém, os ácidos gordos de cadeia média encontrados no óleo de coco são metabolizados de maneira diferente, já que eles vão diretamente do trato digestivo para o fígado, onde são utilizados como uma rápida fonte de energia, ou ainda se transformando em cetonas. As cetonas possuem efeitos terapêuticos em diversos distúrbios cerebrais, como o mal de Alzheimer e a epilepsia.

Comunidades que Consomem Amplamente Óleo de Coco São Saudáveis

Se no mundo ocidental o coco é um alimento exótico e geralmente consumido por pessoas com consciência sobre seus benefícios, em outras regiões do mundo a fruta é um alimento básico que têm nutrido diversas gerações.

O povo Tokelau, por exemplo, vive no sul do Pacífico e se alimenta amplamente de coco, consumindo mais de 60% das calorias da fruta. Por este motivo, eles são considerados os maiores consumidores de gordura saturada de todo o mundo, e o mais incrível é a boa saúde destas pessoas, sem qualquer evidência de doenças cardíacas.

Os Kitavans também são outro exemplo de um povo que consome grandes quantidades de coco.

Pode Contribuir Para a Queima de Gordura

Um dos maiores problemas de saúde no mundo atualmente, a obesidade não se trata apenas de questões que envolvem as calorias, bem como das fontes destas. Um fato interessante é que alimentos diferentes afetam nosso organismo de formas diferentes.

cocos

Os triglicerídeos de cadeia média do óleo de coco podem aumentar o número de calorias que nós queimamos, quando comparadas a quantidades iguais de outras gorduras.

Estudos ainda apontam que o consume de uma porção de 15 a 30 gramas de triglicerídeos de cadeia média diariamente é capaz de aumentar os gastos de energia em 5%, totalizando aproximadamente 120 calorias por dia.

Combate os Micro-organismos Nocivos à Saúde

O carbono 12, ou ácido láurico, compõe aproximadamente 50% dos ácidos gordos encontrados no óleo de coco natural. Quando digerido, este ácido transforma-se em uma substância denominada monolaurina.

Tanto a monolaurina como o ácido láurico são capazes de matar patógenos nocivos à nossa saúde, como vírus, bactérias e fungos.

Óleo de Coco Reduz a Fome

Você sabia que, dentre os principais benefícios do óleo de coco natural, está o fato dele ser capaz de reduzir a nossa fome? Isto é possível graças à maneira que os ácidos gordos são metabolizados, pois cetonas promovem um efeito que reduzo apetite.

coco

Um estudo realizado com 6 homens saudáveis alimentou estes com variáveis quantidades de triglicerídeos de cadeia média e longa duração. Aqueles que consumiram a maioria dos MCTs ingeriram cerca de 256 calorias a menos por dia. Em um outro estudo realizado com 14 homens saudáveis, aqueles que ingeriram maiores quantidades de triglicerídeos de cadeia média no café da manhã consumiram menos calorias no almoço.

Estes estudos, entretanto, são pequenos e foram realizados em um curto período de tempo. Caso este efeito persista a longo prazo, pode influenciar de maneira séria o peso corporal ao longo dos anos.

Contribui para a Redução de Convulsões

A dieta cetogênica, pobre em carboidratos e rica em gorduras, tem sido alvo de estudos para o tratamento de diversas doenças. Esta dieta consiste-se no baixo consumo de carboidratos e grande consumo de gorduras, o que ocasiona um grande aumento na concentração de corpos cetônicos em nosso sangue.

Além disso, essa dieta é capaz de reduzir de maneira drástica a taxa de convulsões em crianças que sofrem de epilepsia, mesmo naqueles casos em que o uso de diferentes tipo de drogas não teve sucesso.

Melhora os Níveis de Colesterol no Sangue

Por conter gorduras saturadas saudáveis, o óleo de coco natural não somente ajuda a aumentar o bom colesterol (HDL) em nosso corpo, como também contribui para a redução do mau colesterol (LDL). O alimento também melhora outros fatores, ajudando a gente a se proteger contra as doenças cardíacas.

coqueiro

Um estudo realizado com 40 mulheres apontou que o consumo de óleo de coco natural reduz o colesterol LDL e aumenta o HDL de maneira mais satisfatória do que o óleo de soja, por exemplo.

Estudos realizados com ratos também mostram que o óleo de coco natural é capaz de reduzir o colesterol total e os triglicérides, além de melhorar a coagulação sanguínea e os fatores com capacidade antioxidante.

Protege e Hidrata a Pele e os Cabelos

Além dos benefícios como alimento, o óleo de coco natural também contribui para a saúde dos cabelos e pele, fator que faz com que ele seja amplamente utilizado em cosméticos para a aparência e saúde.

O óleo de coco aumenta a umidade e gordura da pele, protege os cabelos dos danos e ainda é um bom protetor solar, já que bloqueia aproximadamente 20% dos raios solares ultravioletas.

benefícios-óleo-coco

O óleo de coco natural também pode ser usado como anti-séptico bucal, matando algumas bactérias que são danosas à nossa boca. Deste modo, o produto contribui para a redução do mau hálito e melhora da saúde dental.

Impulsiona a Função Cerebral dos Pacientes com Alzheimer

Dentre as causas de demência em todo o mundo, a doença de Alzheimer é a mais comum, ocorrendo especialmente em indivíduos idosos.

Os pesquisadores têm desconfiado que as cetonas podem ser uma fonte de energia alternativa para determinadas células cerebrais, combatendo e reduzindo assim os sintomas da doença de Alzheimer.

Um estudo realizado no ano de 2006 constatou que o consumo de triglicerídeos de cadeia média contribuir para o melhoramento da função cerebral nos pacientes que sofrem das formas mais leves do mal de Alzheimer.

Ajuda a Reduzir a Gordura Abdominal

Por ser capaz de reduzir o apetite e acelerar a queima de gorduras, o óleo de coco natural pode ser um aliado para a perda de peso. O óleo da fruta é capaz de contribuir para a redução da gordura abdominal, a mais difícil de ser eliminada, e uma das mais perigosas, já que ela se aloja nas cavidades abdominais, bem como em torno dos órgãos.

como-consumir-óleo-coco

Em um estudo realizado com 40 mulheres obesas, constatou-se que o consumo de 30 ml de óleo de coco natural diariamente reduziu de maneira significativa o IMC e a circunferência da cintura em um prazo de 12 semanas.

Claro que o óleo de coco sozinho não faz mágica. Você deve seguir uma dieta equilibrada e saudável, bem como praticar atividades físicas regularmente, para que você possa eliminar quantidades significativas de gordura, especialmente na barriga.

Como Consumir o Óleo de Coco Natural

Os nutricionistas recomendam o consumo máximo de 30 gramas de óleo de coco diariamente, ou cerca de três colheres de sopa rasas. Para aqueles que ainda não têm o hábito de consumir tal alimento, é recomendado o consumo inicial de 10 a 20 gramas diariamente.

Assim como os demais óleos vegetais, o óleo de coco natural pode ser consumido em pratos diversos, como refogados com legumes, saladas, carnes, tortas, massas, pães e bolos. Por ser sólido em temperatura ambiente, o óleo de coco pode ser aquecido levemente em banho maria para que volte à forma líquida.

O óleo de coco também pode substituir a manteiga, combinando com pães e tapioca.

Pessoas que praticam atividades físicas intensas podem acrescentar uma colher (sopa) de óleo de coco natural aos shakes de proteínas para o consumo antes do treino. Desta forma, o óleo de coco acelera a queima de gordura e proporciona mais energia.

coco

Você encontra o alimento em diversos supermercados e lojas de produtos naturais. Há também a opção do óleo de coco em cápsulas, que pode ser adquirido em diversas farmácias e lojas virtuais.

Atenção: o consumo excessivo de óleo de coco pode sobrecarregar o fígado, desencadeando desconfortos gástricos e até problemas de saúde mais graves, como cálculos na vesícula biliar. Não consuma óleo de coco além da porção diária indicada.

A intolerância ao óleo de coco também pode existir em alguns casos. Para você descobrir se tem intolerância, comece a usar o óleo de coco em quantidades pequenas diárias, para se certificar de que você não possui intolerância. No caso de enjoos e cabeça pesada logo após consumir o óleo de coco, suspensa imediatamente o consumo do produto.