O Ovo e seus Benefícios à Saúde

benefícios-do-ovo

Por um bom tempo o ovo teve fama de não ser bom para a saúde. A seguir, conheça mais sobre o ovo e seus benefícios à saúde.

Contribui para a melhora do desempenho: além de ter um alto índice de saciedade, o ovo é fonte de proteínas de alta qualidade e nutrientes essenciais. Por este motivo, consumir ovo com fruta ou suco natural de laranja e pão integral no café da manhã é excelente para um bom desempenho nas atividades físicas.

É fonte de ferro: a deficiência de ferro pode causar dores de cabeça, cansaço e irritabilidade. Veículo do oxigênio no sangue, o ferro é importantíssimo para a imunidade, bem como para o metabolismo da energia, dentre outros benefícios. A gema do ovo é rica em ferro heme, forma do ferro de melhor absorção e mais utilizada em alimentos, além de ter melhor absorção do que o ferro utilizado na maior parte dos suplementos.

Two poached eggs on plate

Melhora a adequação dos nutrientes da dieta: a densidade dos nutrientes do ovo o torna um alimento valioso para uma dieta equilibrada e nutritiva. Estudos comparando pessoas que consomem ovo com aquelas que não consomem apontam que o não-consumo do ovo aumenta a propensão de deficiência de vitamina A, E e B12.

O ovo contribui com cerca de 10 a 20% de ácido fólico e 20 a 30% de vitaminas A, E e B12 para aqueles que consomem o alimento. Este mesmo estudo também demonstrou que o ovo desempenha um papel importante para a adequação dos nutrientes que ingerimos.

Não aumenta o colesterol no sangue: nos anos 90, o ovo ficou com fama negativa por ser rico em colesterol (sua gema possui aproximadamente 210 mg da substância). Entretanto, diversos estudos chegaram à conclusão que a ingestão de ovo não está relacionada à doença cardíaca coronária.

É importante que a gente perceba que alimentos que são ricas fontes de gordura, principalmente saturada e ácidos graxos trans, apresentam um impacto bem maior na saúde cardíaca do que o colesterol presente nos alimentos. Além disso, o ovo é uma fonte versátil e barata de proteínas.

ovo-faz-bem-a-saúde

Ajuda na perda de peso: dos benefícios do ovo conhecidos por nós está o fato dele proporcionar uma saciedade 50% maior do que os cereais matinais. Diversos estudos apontam que comer ovo de manhã ajuda a aumentar a saciedade, fator importante para a perda de peso.

Contribui para a saúde cerebral: dentre as substâncias presentes no ovo se encontra a colina, nutriente facilitador do desenvolvimento cerebral nos fetos e recém-nascidos, além de contribuir para a função da memória, inclusive em idades avançadas. O ovo é uma excelente fonte de colina e fornece aproximadamente 28% das necessidades diárias de colina que uma mulher grávida tem.

A substância é muito importante durante a gravidez e fase da amamentação. Simultaneamente, este é o período crítico no que diz respeito ao desenvolvimento cerebral do feto e melhoria da memória para toda a vida. Experimentos com ratos apontaram que a função de memória foi influenciada nos espécimes cujas mães se alimentaram de ovo.

o-ovo-e-seus-benefícios-à-saúde

Previne a catarata e protege a visão: o consumo de ovo, brócolis e espinafre está associado à diminuição de catarata de forma significativa, bem como na diminuição da degeneração da retina, comum nos idosos e a principal causa de cegueira entre eles.

Antioxidantes zeaxantina e luteína também estão presentes no ovo, e são importantes para que nossos olhos se mantenham saudáveis. O acúmulo destes nutrientes protege os olhos de determinados comprimentos de onda de luz que são nocivos à vista. A ingestão suficiente destes antioxidantes deve ser feita desde a infância, seguindo ao longo de toda a vida.

É fonte de proteína de melhor qualidade: muito importante para a saúde, a proteína deve integrar a nossa dieta. Nosso organismo faz uso da proteína para construir tecidos, bem como reparar tecidos velhos. Em termos de fornecimento de proteína de alta qualidade o ovo sai na frente.

As proteínas são construídas pelos aminoácidos, e nove destes não podem ser produzidos pelo nosso organismo, podendo ser adquiridos somente com a dieta. Um alimento que fornece quantidades suficientes de proteína deve conter nove aminoácidos essenciais para que o tecido do corpo cresça e se mantenha saudável.

Alimentos como carne vermelha, aves, peixes e leite são fontes de proteína. Entretanto, o ovo é o alimento que possui proteína de melhor qualidade. Enquanto ele tem uma classificação de 100, o leite tem 93 e a carne vermelha tem 75, assim como o peixe. O ovo possui teor de proteína próximo a uma porção de 30 gramas de carne, ave ou peixe. Além disso, a versatilidade do ovo somada ao seu custo baixo faz dele uma fonte de proteína bastante acessível.

ovos

Ajuda a proteger os ossos: o ovo e seus benefícios à saúde também englobam o fato do alimento ser uma das poucas fontes naturais de vitamina D, essencial para que o cálcio seja absorvido por nosso organismo, mantendo assim os ossos saudáveis. Portanto, o ovo desempenha o papel de apoiador à prevenção da osteoporose junto dos produtos lácteos, principais fontes de cálcio.

Confere saúde às unhas e cabelos: nossos desequilíbrios bioquímicos se refletem em nosso corpo, principalmente nos cabelos e unhas. Deste modo, o ovo pode contribuir para a saúde dos cabelos e unhas por ser uma rica fonte de aminoácidos que contém enxofre, além de uma variedade de vitaminas e minerais essenciais para a nossa saúde.

Algumas pessoas relatam que a adição de ovo à dieta promove um crescimento mais rápido dos cabelos, especialmente entre aqueles que antes apresentavam deficiência de alimentos que são fonte de zinco, enxofre, vitamina A e vitamina B12.

ovo-é-saudável

Previne o câncer de mama: no ano de 2003, a Universidade de Harvard realizou uma pesquisa cujos resultados apontaram que o consumo de ovos ajuda a prevenir o câncer de mama. Em 2005, outro estudo apontou que mulheres que consomem ao menos seis ovos por semana tiveram o risco de desenvolvimento de câncer de mama 44% menor do que mulheres que comeram dois ou menos ovos por semana.

Em 2008, a Universidade da Carolina do Norte demonstrou que a ingestão de colina é capaz de reduzir o risco de câncer de mama em até 24%. A gema do ovo de galinha possui 125,5 miligramas de colina, 1/4 da ingestão diária recomendada.

ovo